Leszek Kołakowski traduzido

Apesar de me faltar experiência no ofício, darei início a uma série de traduções do fenomenal Main Currents of Marxism, de Leszek Kołakowski. O livro é um primor no estudo do marxismo e tenho em mãos sua edição completa, a qual se divide em The Founders, The Golden Age e The Breakdown, outrora lançados em três estudos distintos, mas complementares perante o entendimento exímio de quem era e o que representou Marx, seus teóricos e políticos. A profundidade da obra e sua complexidade teórica não afasta a objetividade discursiva de Kolakowski, forma pela qual Main Currents é não somente um estudo, mas também um manual de avaliação histórica e de percepção dos caminhos políticos assumidos pelos estados contemporâneos.

Minha leitura não seguiu a ordem disposta no compêndio, sendo que The Breakdown, na análise do Stalinismo e da decadência teórica do marxismo, foi a minha primeira imersão em um mundo de avaliação não somente honesta, mas também inevitável feita por Kolakowski dos fatos inerentes à decadência soviética oriunda dos inescrúpulos totalitários da época. De forma que as traduções não irão seguir uma estrutura linear dos argumentos expostos no livro; antes, serão trechos principais por mim extraídos de cada capítulo, com explicações adicionais em caso de necessidade extrema.

Longe de ser apenas mais um antimarxista assumido, Kolakowski transborda em cada palavra a honestidade de seus estudos, no que se observa em The Golden Age, onde se situa a avaliação da era dourada dos teóricos marxistas então sufragados pela corrupção completa das revoluções de Poder. Interessantemente, adentrar ao campo da decadência teórica do marxismo é como espelhar a situação atual do mundo latino, o qual não conseguiu se desvencilhar das consequências políticas que emanaram também da corrupção do espírito e da [tentativa de] eliminação da ansiedade religiosa. Ao final, Kolakowski não nos deixa esperançosos, e talvez nisso esteja a beleza da realidade histórica de suas advertências.

Anúncios