Homeschooling

O que penso do fenômeno em minha contribuição não-interesseira ao Dicta&Contradicta:

Esse é um dos assuntos que, assim como métodos de pesquisa, tendo a duvidar de qualquer afirmação meramente teórica como “o desempenho desses alunos costuma ser significativamente melhor”, ainda que ditado em artigos e reportagens obviamente tendentes ao tema. É conversar com um estrangeiro irrestritamente submetido a esse método de estudo para perceber uma deficiência intelectual evidente. De todos os contatos dos quais mantive, todos eles (e quando digo todos, falo em nenhuma exceção) eram verdadeiros débeis intelectuais, limitados a perspectivas científicas ultrapassadas e totalmente contrários ao bom senso intelectual. Mas entendo quem os defenda. Pois que não falamos de estudo e desenvolvimento intelectual, e sim da validade ou não do Estado educar nossos rebentos. Ou seja, a discussão não é meritocrática, e sim ideológica. Assumo, contudo, que a massa estudantil latina está geralmente na ralé daqueles submetidos ao Homeschooling, o que não significa que essa realidade seja um padrão aceitável perante o mundo civilizado.