O Anticristo

Não tardará a aparecer um pensador que reformulará esse princípio [indulgência exacerbada às vítimas], conferindo-lhe um tom politicamente correto e uma forma mais virulenta, tornando-o mais anticristão numa caricatura ultracristã. Dizer que algo é, ao mesmo tempo, mais cristão e mais anticristão implica um conceito aparentemente estranho e despropositado que, no entanto, faz parte da experiência cotidiana. Os cristãos têm um termo para isso: o Anticristo. O termo ‘anticristo’ designa a ideologia que se pretende mais cristã que o Cristianismo, imitando-o de forma competitiva, entrando nessa rivalidade totalmente contrária ao próprio espírito do Cristianismo.

[…]

O Anticristo se vangloria de trazer aos homens a paz e a tolerância que o cristianismo lhes promete mas não traz. Na realidade, o que a radicalização da vitimologia contemporânea traz é o retorno efetivo a toda sorte de hábitos pagãos.

René Girard em Um longo argumento do princípio ao fim