Sobreposição de interesses

Em parecer da suprocuradoria geral da República, é dito que ‘o jornalismo configura uma atividade intelectual desprovida de especificidade, não exigindo o diploma de curso superior, tendo em vista a livre manifestação do pensamento como corolário da liberdade de expressão, assegurada em todo estado democrático de direito’. A pretensão de reservar mercado de trabalho para os portadores de diploma de jornalismo só pode ser explicada como resultado da cultura corrupto-idiossincrática prevalecente no nosso país, que labora pela sobreposição de interesses particularistas, de grupos, de categorias profissionais, de estamentos sociais, de claques sobre os interesses maiores da nação.

Dydimo Borges