Falta-lhes o Ocidente

Serão realizadas conferências estaduais e distritais e também plenárias com comunidades tradicionais de indígenas, ciganos, quilombolas e comunidades de terreiro, diz Agência Brasil sobre o lançamento da 2ª Conferência de Igualdade Racial.

Entendível o indígena ser enquadrado como raça; sua primitividade intelectual destoa da modernidade e precipuamente são necessários meios amplos para que os mesmos se familiarizem com a civilização. Porém a interessante alegação cigana de que vislumbram a educação estatal merece leves gracejos: os nômades anseiam serviços incompatíveis com sua natureza. Explicou-se anteriormente a necessidade isolacionalista cigana, porquanto de cultura milenar e destituídos das características evolutivas da mente ocidental. Temos nosso próprio meio de vida, que deve ser respeitado, disseram-nos. São nômades, milenares, e raça.

Lembro-vos leitores que o igualitarismo ampara-se sob a vinculação entre o indivíduo e a mitologia racial. Destituídos da devida elevação em sua piedosa formosura, são necessários meios de se refutar que enquanto humanos tão somente lhes são faltantes cultura, intelectualidade e filosofia.

Em suma, falta-lhes o Ocidente.