O ascético pensamento teológico

Não se importam os exegetas em exporem as disparidades interpretativas da Bíblia, mas concluem que há, sob algum ponto obscuro da teologia sistemática, devida formalização da leitura bíblica, o antídoto indescoberto perante a subjetivação da espiritualidade cristã. De fato, ocorre que as tentativas para a aproximação objetiva da exegese e a sistematização da leitura religiosa é o passo sutil pelas veredas da aniquilação filosófica, cujos conceitos somente se respaldam pelas teses inéditas.

O estudo filosófico religioso se transfigura, portanto, na famigerada filosofia sacra, não sectária – termo que não assumidamente almeja o relativismo teológico dentro da sistemática teológica conservadora: fazem a filosofia que segura as rédeas de novos pensamentos. Porém a insistência em equiparar tamanho equívoco do conhecimento à filosofia e sua mutabilidade dá-me o parecer de que toda sua estrutura ascética está voltada minimamente ao conservadorismo das palavras antes proferidas, argumentos que hoje sumamente moldam as estruturas eclesiásticas.

Quando exercida em seu livre ensejo, a filosofia é destruição e escombros se o pensamento ortodoxo não a observa atentamente; a produção filosófica nos salões da espiritualidade é o convite inefável ao subjetivo.

A separação filosófica religiosa – a ascese do conhecimento místico – somente se ampara no equívoco da secularização do pensamento como um pressuposto de envenenamento dos alicerces ortodoxos: uma preocupação deveras interessante, se a Verdade se demonstrou em brilho e clareza ímpares, como afirmam os preletores da limitação filosófica. Bradam-se conceitos classificatórios: o subjetivo se perfaz errôneo, e a obviedade objetiva teológica se faz Verdade.

Perguntaram-me os motivos inerentes aos textos selecionados de Nietzsche. Pressuponho de suas palavras a representação máxima dos olhos filosóficos aos conceitos fundamentais da teologia, e com letras concretiza certa visão sectária, antieclesiástica, não especulativa, mas que desvenda belamente questões simplórias do pensamento religioso – o ascético pensamento teológico.

Anúncios